ABRIL AZUL – PARCERIA BUSCA INFORMAR E CONSCIENTIZAR SOBRE TEA NO RS

O Compreender para Atuar  – Centro de Referência em Transtorno do Espectro Autista e a Secretaria Estadual da Cultura (Sedac), firmaram uma parceria especial, a partir deste mês de abril. Essa parceria, tem o intuito de promover a informação e conscientização sobre a temática do autismo na sociedade – especificamente no contexto da diversidade cultural do Rio Grande do Sul. A soma de conhecimentos integra a campanha nacional RESPECTRO (Respeito para o Espectro), alusiva ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo – celebrado em 2 de abril.

A equipe do Compreender para Atuar será responsável pelas informações técnicas veiculadas nos cards semanais nas redes sociais da Sedac. O pontapé inicial desta parceria, foi marcado por um bate-papo de muita sintonia entre a coordenadora técnica do Centro, Jéssica de Oliveira e a assessora de diversidade da Sedac, Gabriella Meindrad. Ambas conversaram em uma live realizada no Instagram @compreenderparaatuar na noite desta sexta-feira (4). As duas explicaram sobre a parceria, a campanha e também responderam perguntas e esclareceram diversas questões vindas dos espectadores.

Quanto mais informação, menos preconceito

Dentre os assuntos abordados, a acessibilidade das pessoas com autismo nos diversos espaços de cultura e lazer, foi um dos principais. Pois, quando se trata de inclusão e acessibilidade, fala-se em adaptar lugares para que o público de diferentes contextos possam frequentar, porém, ao tratar de TEA, a acessibilidade é diferenciada. Pessoas que estão no Espectro Autista, não possuem características físicas acentuadas, mas sim, características sociocomunicativas que devem ser respeitadas e incluídas no quesito acessibilidade.

Com isso, durante o bate-papo online foi ressaltada a importância das pessoas com autismo e seus familiares, frequentarem os diversos locais de cultura e lazer do Estado, para que as demandas possam ser identificadas e sanadas, na medida do possível. Afinal, as leis que asseguram os direitos das pessoas com TEA, são bastante novas e ainda estão se consolidando.

Neste sentido, de trabalho colaborativo e coletivo, a parceria entre a Secretaria Estadual da Cultura (Sedac) e o Compreender para Atuar – Centro de Referência em Transtorno do Espectro Autista buscam informar, levantar o debate , discutir, identificar e trabalhar para sanar as demandas existentes.

 

Postagens Recentes