Quando a graduação te apresenta paixões

Iniciei minha formação em Educação Física pela UFSM no ano de 2009, onde foi possível vivenciar diversas possibilidades dentro da formação até me encontrar e me apaixonar pela Educação Física Adaptada. Participei durante a graduação e mesmo depois de formada de grupos de estudos e de atuação nesta temática, conhecendo e explorando possibilidades dentro do universo do exercício físico e deficiências.

Participando destes projetos foi possível vivenciar práticas de personal trainer e estimulação essencial motora para bebês, mas também em instituições educacionais especializadas no atendimento para pessoas com deficiência, realizando atividades esportivas em grupos. A partir desse envolvimento surgiu a vontade de buscar novos conhecimentos e por este motivo resolvi aliar as práticas com mais estudos, então atualmente curso Fisioterapia (UFN) e pós-graduação em Psicomotricidade. A busca por este veio a partir do engajamento com o mundo do autismo, sendo um recurso que contribui muito com os objetivos do atendimento.

Tive a oportunidade de trabalhar exclusivamente com o Transtorno do Espectro Autista (TEA) desenvolvendo a ginástica artística especial em uma clínica multidisciplinar de Santa Maria, onde o público alvo são pessoas com autismo e transtornos do desenvolvimento. Foi um período muito rico, de muito aprendizado, de possibilidades de cursos e trocas com muitos profissionais qualificados e que me trouxe uma grande satisfação e prazer dentro da minha profissão, também foi onde me fortaleci para partir para atuação independente como personal trainer Infantil.

Com o intuito de vivenciar o autismo e a atividade física em outras vertentes, comecei a atuar como personal infantil associando a prática de exercícios físicos e a psicomotricidade, tendo em vista trabalhar com o indivíduo não somente no desenvolvimento da parte motora, mas sim em sua totalidade e explorando suas potencialidades, através do desenvolvimento cognitivo, social, comunicativo, afetivo e motor, tendo em vista características da pessoa no TEA.

Atualmente me sinto valorizada como profissional e muito entusiasmada com a oportunidade de trabalhar em um Centro de Referência para pessoas com autismo, agradeço por poder compartilhar mais ainda a minha paixão pela Educação Física e pelo universo do autismo. Desejo que nessa nova jornada eu consiga contagiar as pessoas com a prática do exercício físico e espalhar cada vez mais as belezas do desenvolvimento motor e da aprendizagem motora para que assim possamos juntos comemorar nossas conquistas com qualidade de vida e muita alegria.

Postagens Recentes